Origem da Capoeira 2017-06-27T16:10:28+00:00

origem-capoeira-2Já no início do século XVI, milhares de africanos foram desembarcados em terras brasileiras. Com eles, a história do país ganhou alterações. Inicialmente foram mão-de-obra nos canaviais e depois na mineração e em outras atividades produtivas. Foram trazidos contra sua vontade mas, naturalmente, trouxeram sua cultura, sua vivência e, com ela, a semente da liberdade que nunca morreu, mesmo na terra marcada pelos horrores da escravidão.

É claro que essa cultura não estava nas escolas, nos livros nem nos museus. Mas era guardada no corpo, na mente, na vivência histórica do povo e transmitida há séculos através das gerações. Manifestava-se por intermédio da música, da dança, da comida, da filosofia e da religião. Basta recorrer à história do Brasil e encontraremos, a partir do século XVI, a cultura negra presente com o seu vasto conjunto de expressões.
Nenhum povo vive eternamente sob o jogo da escravidão sem se revoltar. Com o negro no Brasil não foi diferente. Suas primeiras reações contra o cativeiro foram as fugas e as revoltas individuais e desorganizadas. Com o tempo, sentiu a necessidade de organizar sua resistência contra o opressor e passou a planejar as fugas e a pensar as formas de luta que travaria para se libertar. Também entendeu que precisava de refúgios seguros, longe das fazendas, da polícia e capangas do branco escravocrata.
Para realizar as fugas, o negro entendeu que precisava lutar. Não tinha acesso a armas nem a qualquer outro recurso de guerra. Tinha apenas seu corpo e a vontade férrea de se ver em liberdade.
Pouco pode se afirmar à cerca da origem da capoeira, devido à falta de documentação. Porém, tudo começa na mãe África, continente originário dos primeiros homens que se espalharam pelo mundo, gerando todos os povos. Através da tradição oral e de raros registros, sabe-se que foram os africanos escravizados, aqui no Brasil, que desenvolveram essa arte e algumas versões são normalmente bastante aceitas no meio capoeirístico.
Acredita-se “ser a Capoeira de origem africana, mais precisamente da Ilha de Lubango, na aldeia dos MUCOPES, localizada no sul de Angola. (…) Na época do acasalamento das zebras, os machos, a fim de ganharem a atenção das fêmeas, travavam violento combate. Daí os jovens guerreiros mucopes passarem a imitar alguns passos desse ritual, que denominaram de N’GOLO”. Em função do tráfico negreiro para o Brasil, muitos foram os conhecedores dessa dança ritual que vieram para cá. A necessidade de resistir à escravidão, no entanto, fez com que percebessem que os seus movimentos, marcadamente de pernas, poderiam ser utilizados como luta e combate pessoal.
Os habitantes dessa aldeia realizavam uma vez por ano uma grande festa com o nome de EFUNDULA, ocasião em que as meninas que já tinham atingido a puberdade e, estando assim prontas para o casamento, teriam como marido aquele guerreiro que tivesse a melhor performance na prática do N’GOLO”.origem-capoeira-1
Já na ilha do Cabo existia um ritual, conhecido como “BASSULA”, “(…) onde um derruba o outro através de agarramento, balões, pegar as pernas para derrubar, pescoço, cintura, o objetivo é derrubar o adversário, talvez os golpes de derrubar, de desequilibrar na Capoeira, tenham vindo da Bassula, tem também a ‘kabangula’, que é uma luta de mão, que é um tipo de boxe com as mãos abertas. (…) Tem também o ‘Umundinhu’, que é um ritual, um jogo, que usa as mãos e os pés, e tem também as danças acrobáticas”
Possivelmente a Capoeira seja a mistura destas culturas, danças guerreiras e rituais africanos, adaptadas como luta de libertação ao sistema de escravidão que estavam enfrentando no Brasil.
Já estudos referentes a procedência do nome Capoeira, podem ter duas origens:

Origem rural
A palavra Capoeira é um termo tupi-guarani que dentre tantos significados, quer dizer mato que cresce em cima da vegetação que foi cortada.
Independente disso acredita-se que era nesse tipo de vegetação que o escravizado, burlando a vigilância do feitor, fugia para reviver os folguedos de sua terra natal e dessa forma tentar atenuar o sofrimento da escravidão (prática essa, que por razões obvias era extremamente reprovada e que invariavelmente terminaria em castigo no tronco).
Origem urbana
A palavra capoeira, também pode significar cestos de vime, que na época eram muito utilizados pelos escravizados, no cais do porto, para carregar aves galináceas (capões).Esses carregadores, também chamados de capoeiras, nos seus raros momentos de folga, largavam os seus cestos e se reuniam para, ao som de palmas e cânticos, reviver os folguedos de sua terra natal, assemelhando-se assim à versão anterior.